quarta-feira, 21 de junho de 2017

Os símbolos oficiais do Rio Grande do Sul e que foram definidos por legislação específica:

LEI Nº 5.213, DE 5 DE JANEIRO DE 1966
São símbolos do Estado do Rio Grande do Sul:
a) a Bandeira
b) o Hino
c) as Armas
A Bandeira do Estado do Rio Grande do Sul foi utilizada pela primeira vez no dia 12 de novembro de 1836, quando o governo da República Rio-grandense, instalado em Piratini, baixou o decreto criando o Escudo d'armas da República, assim entendido o pavilhão dos Farroupilhas.
A Bandeira foi oficialmente adotada como símbolo do Estado pelo decreto estadual nº 5.213, de 5 de janeiro de 1966, sendo governador, Ildo Meneghetti. Deve-se sua concepção ao farroupilha Bernardo Pires, em trabalho conjunto com José Mariano de Mattos.
A Bandeira compõe-se de três panos: verde (acima), vermelho (no centro) e amarelo (em baixo) em tonalidades normais. Possui uma elipse vertical em pano branco, onde está inserido o brasão. Num lenço, ao centro do brasão, se lê a inscrição "República Rio-Grandense" e sob o brasão, o lema "Liberdade, Igualdade, Humanidade".
As cores da bandeira se devem à bandeira do Brasil (verde e amarelo) e a faixa vermelha que atravessa a bandeira na diagonal significa todo o sangue gaúcho derramado tanto na Revolução que ocorreu entre a República do Rio Grande e o Império do Brasil, quanto as demais guerras e disputas que ocorreram na região.
Não há registro em documento que oficializem os motivos para a adoção tanto das cores estaduais do Rio Grande do Sul, mas, através das pesquisas dos registros históricos pode-se rastear as suas origens. Os farroupilhas sul rio-grandenses, ao criarem a bandeira da Republica Rio-grandense, adotaram as cores nacionais brasileiras, a verde e a amarela, juntando a essas o vermelho republicano, surgido durante a Revolução Francesa.
Verde – retratando o verde da bandeira brasileira- da família de Bragança
Amarelo – reproduzido da bandeira brasileira – da família de Lorena
Vermelho – Símbolo da Republica e da Federação

O Brasão foi adotado pelo mesmo decreto que instituiu o Hino e a Bandeira do Estado. Acredita-se que foi desenhado originalmente pelo padre Hildebrando e em arte final pelo Major Bernardo Pires, sendo muito semelhante ao usado na época dos farrapos. O brasão é o mesmo que aparece no centro da bandeira estadual.
O vigente Brasão de Armas do Rio Grande do Sul, tem como origem os brasões construídos durante o decênio farroupilha pelos maçons Mariano de Mattos e Bernardo Pires, ou ainda nos existentes nas alegorias do Padre Chagas e do Padre Hildebrando. Os seus autores, que faziam parte da maçonaria, agregaram espontaneamente, ao Brasão de armas do Rio Grande do Sul, símbolos da maçonaria que transmitiam a sua tradição e filosofia maçônica. A Lei Estadual nº 5213, de 05 de janeiro de 1966, estabelece como símbolo estadual do Rio Grande do Sul, também o Brasão de Armas.
No brasão de armas vamos encontrar um listel de pratas com a legenda: LIBERDADE IGUALDADE HUMANIDADE. Inspiração da trilogia francesa, de “Liberdade, Igualdade, Fraternidade”, somente foi substituída a palavra Fraternidade por Igualdade.
A associação dos conceitos de Liberdade, Igualdade e Fraternidade, segundo o escritor José Castelani, é muito mais antiga em relação à sua utilização durante a Revolução Francesa, no ano de 1789, onde teve maior repercussão e pode ser encontrada na criação da primeira seita fundada por Johann Kelperes em 1964 do “Comunismo Cristão”, quando afirma que o Messias aguardado não se apresentará com o pescador de almas, mas como:
- Distribuidor de Justiça: IGUALDADE
- Grande Irmão: FRATERNIDADE
- Libertador: LIBERDADE

O Hino Rio-grandense foi oficializado pela Lei 5.213/1966.
A 30 de Abril de 1838, os farroupilhas obtiveram uma de suas maiores vitórias em todo o decênio revolucionário: a conquista da vila legalista de Rio Pardo. Em meio à euforia do triunfo, eles se deram conta de que havia sido aprisionada a banda militar do 2º Batalhão Imperial de Caçadores e seu respectivo maestro, Joaquim José Mendanha. Então lhe deram o encargo de compor a música do Hino da República Rio-Grandense. Os historiadores afirmam ter acontecido a primeira execução em 5 de Maio de 1838.
Existem três registros de letras do Hino, desde os tempos do Decênio Heroico até os dias atuais. A composição consagrada como hino republicano rio-grandense é de autoria de Joaquim José de Mendanha.
Quando das comemorações centenárias, em 1935, passou a música por uma revisão, de que foi incumbido o professor Antônio Corte Real. A letra oficialmente adotada, é da autoria de Francisco Pinto da Fontoura, conhecido por Chiquinho da vovó.

Os símbolos sociais do gaúcho definidos por legislação:
LEI Nº. 7.418, DE 1º DE DEZEMBRO DE 1980
É consagrada como ave-símbolo do Estado do Rio Grande do Sul a ave “Belonopterus Cayennensis”, predominante nos campos gaúchos e popularmente conhecida como “Quero-Quero”.
LEI Nº. 7.439, DE 08 DE DEZEMBRO DE 1980
Institui a Erva-Mate “Ilex Paraguaiensis” como a Árvore Símbolo do Rio Grande do Sul.
É consagrada como símbolo do Estado do Rio Grande do Sul a Erva-Mate “Ilex Paraguaiensis”.
Fica constituída a “Semana Estadual da Erva-Mate”, a ser comemorada, anualmente, na segunda semana do mês de setembro.
DECRETO N° 38.400, DE 16 DE ABRIL DE 1998
É instituída como Flor Símbolo do Estado do Rio Grande do Sul a espécie BRINCO DE PRINCESA, "Fuchsia Regia (Vell.) Munz", da Família ONAGRACEAE.
LEI Nº 11.826, DE 26 DE AGOSTO DE 2002
Inclui o Cavalo Crioulo como animal-símbolo reconhecendo-o, juntamente com o Quero-Quero, como o patrimônio cultural do Estado do Rio Grande do Sul.
Fica incluído o Cavalo Crioulo como animal-símbolo do Estado do Rio Grande do Sul.
São declarados como bens integrantes do patrimônio cultural do Estado, por constituírem patrimônio natural, portadores de referência à identidade, à ação e à memória da sociedade rio-grandense, os seguintes animais:
I - a ave “Belonopterus Cayennensis”, predominante nos campos gaúchos e popularmente conhecida como “Quero-Quero”;
II - o Cavalo Crioulo.
LEI Nº 11.858, DE 5 DE DEZEMBRO DE 2002
É instituída, como Planta Medicinal Símbolo do Estado do Rio Grande do Sul a Achyrocline Satureioides, da família asteracea, vulgarmente conhecida como MACELA ou MARCELA e por eloyatei-caá em Tupi-guarani.
LEI Nº 11.929, DE 20 DE JUNHO DE 2003
Institui o churrasco como “prato típico” e o chimarrão como “bebida símbolo” do Estado do Rio Grande do Sul e dá outras providências.
Ficam instituídos o churrasco à gaúcha como o prato típico e o chimarrão como a bebida símbolo do Rio Grande do Sul.
Para os efeitos desta Lei, entende-se por churrasco à gaúcha a carne temperada com sal grosso, levada a assar ao calor produzido por brasas de madeira carbonizada ou in natura, em espetos ou disposta em grelha, e sob controle manual.
Para assinalar as instituições ora estabelecidas, ficam criados “o Dia do Churrasco” e o “Dia do Chimarrão”, a serem comemorados em 24 de abril de cada ano e incorporados ao calendário oficial de eventos do Estado do Rio Grande do Sul.
LEI Nº 12.992, DE 13 DE JUNHO DE 2008
Declara a ESTÁTUA DO LAÇADOR integrante do patrimônio histórico e cultural e escultura-símbolo do Estado do Rio Grande do Sul.
LEI Nº 13.513, DE 08 DE SETEMBRO DE 2010
Institui a GAITA (Acordeom) como instrumento musical símbolo do Estado do Rio Grande do Sul.

 _________________________________________________________________________________
Departamento de Comunicação da 9ª RT

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Classificados para a INTER REGIONAL DO ENART



CHULA
1.       LEONARDO BRIZOLLA DE MELLO - GF CHALEIRA PRETA - IJUÍ
2.       GUSTAVO FERNANDES BAZZAN - GF CHALEIRA PRETA - IJUÍ
3.       VINICIUS MARCELO DE OLIVEIRA MAICÁ - CCN PIAZITO CARRETEIRO - IJUÍ
4.       ALEX SANDRO LOPES DOS SANTOS - GF CHALEIRA PRETA - IJUÍ
5.       VINICIUS DE ANDRADE BIZARRO - CCN PIAZITO CARRETEIRO - IJUÍ
6.       MAICON HENRIQUE FERREIRA PINTO - GDF CHÃO BATIDO - IJUÍ
7.       GABRIEL DE ABREU - GDF CHÃO BATIDO - IJUÍ
 
DANÇA DE SALÃO
1.       JEAN LEONARDO HUBER - ANDRIELLI BATTU DA SILVEIIRA - DTG PONCHO VERDE – PANAMBI
2.       BERNARDO DE MELO RODRIGUES - PAULA MEIRA DE OLIVEIRA DA SILVA - DTG PONCHO VERDE - PANAMBI
3.0     FABIO BAAL - CAMILA BRIATO SILVA - CTG TROPEIRO VELHO - PANAMBI
4.0     ELOIR WICHINHESKI JUNIOR - VICTORIA LUISA RIBEIRO - GF CHALEIRA PRETA - IJUÍ
5.0     SANDRO MENTZ - LUANA JARDIM - CTG TROPEIRO VELHO - PANAMBI
6.0     CRISTIANO FELTENS - DEBORA STROHER - GDF CHÃO BATIDO - IJUÍ
7.0     ALESSANDRO JACQUES DE ALMEIDA - CAROLINA DO AMARAL SAMSRLA - GDF CHÃO BATIDO – IJUÍ
8.0     GILCEU GUARDA LARA CAVALHEIRO - ADRIANA GOLL DO NASCIMENTO - CNN PIAZITO CARRETEIRO – IJUÍ
 
DECLAMAÇÃO FEMININA
1.       LAURA DE FÁTIMA SOUZA REIS - CTG TURIBIO VERISSIMO - CRUZ ALTA
2.       ANDRIELLI BATTÚ DA SILVEIRA - DTG PONCHO VERDE - PANAMBI
3.       LUANA KUNZLER - CTG TROPEIRO VELHO - PANAMBI
4.       KETTLEN DA SILVA PEDROZO - DTG SENTINELAS DA TRADIÇÃO -TUPANCIRETÃ
5.       LUANA DA SILVA JARDIM - CTG TROPEIRO VELHO - PANAMBI
6.       ANA LUCIA DIEHL MAICÁ - GF CHALEIRA PRETA - IJUÍ
7.       GABRIELLI DA ROSA COSTA - CCN PIAZITO CARRETEIRO - IJUÍ
8.       BRUNA MORAES PAZZE - CCN PIAZITO CARRETEIRO - IJUÍ
9.       DEBORA DA SILVA NEVES - CTG TROPEIRO VELHO PANAMBI
 
DECLAMAÇÃO MASCULINA
1.       ROBERTO MACIEL DA SILVA - GDF CHÃO BATIDO - IJUÍ
2.       ELOIR WICHNHESKI JUNIOR - GF CHALEIRA PRETA - IJUÍ
3.       LEANDRO AVELINO LOPES SANDER - CTG TROPEIRO VELHO - PANAMBI
4.       PEDRO MOACIR MESSERSCHIMIDT - CTG JULIO DE CASTILHOS – JÚLIO DE CASTILHOS
5.       MAICHEL ROGERS SILVEIRA - CTG TURÍBIO VERÍSSIMO - CRUZ ALTA
6.       MARCEL LORENZO DE PAULI HEIRICH - GF CHALEIRA PRETA - IJUÍ
7.       LUCAS DA SILVA JARDIM - CTG TROPEIRO VELHO - PANAMBI
8.       LUIS HENRIQUE COSTA VARGAS - CTG TURÍBIO VERÍSSIMO – CRUZ ALTA
 
GAITA PIANO
1.       LEONARDO LIMA SCHERER - CTG TURÍBIO VERÍSSIMO – CRUZ ALTA
2.       PEDRO LUIZ DOS SANTOS HUTH - CTG CLUBE FARROUPILHA - IJUI
3.       JAIANA ÁVILA DE CASTRO - CTG - CLUBE FARROUPILHA - IJUÍ
4.       VINICIUS ACOSTA TRINDADE - CTG CLUBE FARROUPILHA - IJUI
 
GAITA DE BOTÃO ATÉ 8 BAIXOS
1.       VINICIUS MARCELO DE OLIVEIRA MAICÁ - CCN PIAZITO C ARRETEIRO - IJUÍ
2.       DOUGLAS YAGO DE CARVALHO DA ROCHA - DTG PONCHO VERDE - PANAMBI
3.       MARCUS VINICIUS PEREIRA PINHEIRO JUNIOR - DTG SENTINELAS DA TRADIÇÃO - TUPANCIRETÃ
 
GAITA DE BOTÃO MAIS DE 8 BAIXOS
1.       JOSÉ EDINEI MORAIS DOS SANTOS - DTG SENTINELAS DA TRADIÇÃO - TUPANCIRETÃ
2.       MARCUS VINICIUS PEREIRA PINHEIRO JUNIOR - DTG SENTINELAS DA TRADIÇÃO - TUPANCIRETÃ
 
VIOLÃO
1.       LUCAS KREMER BISOGNIN - DTG PONCHO VERDE -PANAMBI
2.       ALISON JORGE DE MELO FERNANDES - DT HERDEIROS DA TRADIÇÃO - JÚLIO DE CASTILHOS
 
VIOLA
1.       ALISON JORGE MELO FERNANDES - DT HERDEIROS DA TRADIÇÃO - JÚLIO DE CASTILHOS
 
INTÉRPRETE SOLISTA VOCAL MASCULINO
1.       MARCEL DE MELLO - DTG PONCHO VERDE - PANAMBI
2.       LUCAS KREMER BISOGNIN - DTG PONCHO VERDE - PANAMBI
3.       JOSÉ EDINEI MORAIS DOS SANTOS - DTG SENTINELAS DA TRADIÇÃO – TUPANCIRETÃ
 
INTÉRPRETE SOLISTA VOCAL FEMININO
1.       GISLAINE WINDMOLLER - CTG TROPEIRO VELHO - PANAMBI
2.       DANIELLY STEINBRENNER DROPPA - CTG TURÍBIO VERÍSSIMO - CRUZ ALTA
3.       VIRGINIA MARTINS DE MELLO - CTG JULIO DE CASTILHOS - JÚLIO DE CASTILHOS
4.       ERCILIA APARECIDA SANTOS DA SILVEIRA – CCN PIAZITO CARRETEIRO - IJUÍ         
5.       SIMONE PEREIRA LUNARDI - DTG SENTINELAS DA TRADIÇÃO - TUPANCIRETÃ
 
TROVA MI MAIOR DE GAVETÃO
1.       ROGER BERNARD SILVA MACUGLIA - CTG TURÍBIO VERÍSSIMO - CRUZ ALTA
 
TROVA DE MARTELO
1.       ROGER BERNARD SILVA MACUGLIA - CTG TURÍBIO VERÍSSIMO - CRUZ ALTA
 
TROVA ESTILO GILDO DE FREITAS
1.       ROGER BERNARD SILVA MACUGLIA - CTG TURÍBIO VERÍSSIMO - CRUZ ALTA
 
PAJADA
1.       ROGER BERNARD SILVA MACUGLIA - CTG TURÍBIO VERÍSSIMO - CRUZ ALTA
 
CAUSO GAUCHESCO DE GALPÃO
1.           CLODOVEU LEMOS DE LIMA - CTG TURÍBIO VERÍSSIMO - CRUZ ALTA
 
CONTOS
1.       MARILAINE DOS SANTOS - CTG TURÍBIO VERÍSSIMO - CRUZ ALTA

sexta-feira, 9 de junho de 2017

FESTAS JUNINAS

No Rio Grande do Sul as FESTAS DE JUNHO estão ligadas ao solstício de inverno e são quatro, os santos do mês: Santo Antonio (13), São João (24) e São Pedro e São Paulo (29).

São festas importantes no calendário gaúcho e sua alegria não tira a seriedade das comemorações. O que se deve impedir – e o tradicionalismo está vencendo essa batalha – é a aparição de festas caipiras, que de caipiras não tem nada e visam colocar em ridículo um tipo humano brasileiro de cultura tão importante como o gaúcho, que já mereceu estudos sérios de homens como Mário de Andrade, Amadeu Amaral e Alceu Maynard Araújo. E se dizer que houve um tempo em que sociedades importantes e escolas sérias realizavam até os famigerados “casamentos na roça” em nosso Estado!

As verdadeiras festas juninas no Rio Grande do Sul são as seguintes:

SANTO ANTONIO – Comemora-se a 13 de junho e, em certos municípios – como Mostardas e Tavares – manifestam-se os Ternos, hoje com menor intensidade. Embora esses cantores ambulantes lembrem os clássicos Ternos de Reis, os versos que cantam deixam bem claro o santo que evocam. O normal é se fazer a festa de Santo Antonio no dia que lhe é consagrado no calendário gregoriano, acendendo a fogueira no entardecer do dia 13 e, a partir daí, realizando as costumeiras provas de amor, jogo de prendas e salto sobre as brasas. Ultimamente, porém, está se verificando a tendência de se comemorar o dia de Santo Antonio no Dia dos Namorados (12 de junho), de inspiração comercial.

SÃO JOÃO – É a festa junina mais popular no Estado, com os gaúchos acendendo fogueiras em incontáveis municípios. Ocorre, porém, frequentemente um erro: as fogueiras são acesas na véspera de São João e não, como deveria ser, à tarde do dia 24 de junho. A roupa adequada para essa ocasião é a gauchesca de festa. A comida é a galinha frita, assada ou com arroz, nas brasas da fogueira, seria um desrespeito ao santo. Bebe-se cachaça, quentão, jacabua ou capilé. Conta-se que na antiga Judéia as primas Isabel e Maria estavam grávidas e moravam em casas distantes. A primeira que ganhasse bebê deveria anunciar a boa nova à outra, acendendo uma fogueira na frente da própria casa. Santa Isabel ganhou o filho, que será São João Batista, primeiro e cumpriu o prometido e até hoje os gaúchos acendem fogueiras, anunciando a vinda do santo. Tem-se, porém, que “acordar” São João, porque à noite, é claro, ele dorme no céu. Por isso explodem foguetes e bombas. O secular costume de soltar balões está em desuso, no Estado. São João tem o seu Terno, com versos próprios. Na festa de São João em várias cidades, quando realizada pelo padre, acontecem os tradicionais “leilões” (galinha, leitão), “pescaria” etc... Quando a festa é espontânea ocorrem jogos de prendas, baile e provas de amor e saúde, algumas destas à meia-noite em ponto.

SÃO PEDRO – O santo guardião das chaves, porteiro de céu, é o padroeiro do Rio Grande do Sul. A Estância da Poesia Crioula, academia de letras do gauchismo, realiza todos os dias 29 de junho a festa máxima. Hoje quase não se acedem as fogueiras de São Pedro e raramente aparece o Terno desse santo.

AS FOGUEIRAS – As fogueiras juninas merecem uma consideração aparte. A de Santo Antonio é quadrada. A de São João, redonda. A de São Pedro, Triangular. O festeiro escolhido para comandar os festejos de qualquer um dos santos de junho deve escolher um bom capitão de Mastro e um bom Alferes da Bandeira, os quais organizarão a fogueira, tratarão da implantação do mastro para a bandeira e mandarão confeccionar (onde ainda não existir) a própria bandeira. É adequado, também, fincar-se um pau-de-sebo no local da festa, para a diversão do piazedo. A fogueira centralizada a festa. Mesmo depois de extinta, os namorados, de mãos dadas, ainda pulam por cima de suas brasas.


ASSIM SÃO – E ASSIM TEM QUE CONTINUAR – COMEMORADAS NO RIO GRANDE DO SUL AS FESTAS DOS SANTOS DE JUNHO, AS FESTAS JUNINAS.

Fonte Livro "Curso de Tradicionalismo Gaúcho", de Antonio Augusto Fagundes. Martins Livreiro Editor, 1995.

___________________________________________________
Ana Claudia - Comunicação 9ª RT

terça-feira, 6 de junho de 2017

Cultural 9ª RT

A Coordenadoria da 9ª Região Tradicionalista apresenta os concorrentes para a 48ª Ciranda Cultural de Prendas e 30º Entrevero Cultural de Peões – Fase Regional.

O concurso ocorrerá de 23 a 25 de junho de 2017, nas dependências do CTG Tropeiro Velho da cidade de Panambi, entidade da atual 1ª Prenda da 9ª RT Camila Briato da Silva.

A Ciranda e Entrevero são realizadas nas categorias mirim, juvenil e adulta e escolhe anualmente, dentro os candidatos, aqueles que melhor representem a mulher e o homem gaúcho, nas suas lidas campeiras, cultura, dotes artísticos e desenvoltura. Fazendo parte das avaliações, a prova escrita, artística, oral, caracteres pessoais, mostra folclórica, prova campeira e relatório de atividades.

Confira os concorrentes:

CATEGORIA PRENDA MIRIM:
Beatriz Weber Port - CTG Querência da Serra
Gabrieli Manchini Sulzbach - CTG Clube Farroupilha
Isadora Pinheiro Alves - DTG Sentinelas da Tradição
Kelly Azevedo - CTG Tropeiro Velho
Larissa Pellegrim Gianluppi - CTG Pealo da Amizade
Mariah Álvares Moreira - CTG Laureano Medeiros
Nathiély Kauany de Campos - CTG Rancho dos Tropeiros
Pietra Guilhermina Dornelles Padoin - CCN Piazito Carreteiro
Yasmim Finger - CTG Estância do Imigrante

CATEGORIA PIÁ:
Bruno Freitas - CTG Querência da Serra
Djonathan Julio Ubessi Streit - CTG Rancho dos Tropeiros
Jhenison de Lara - CTG Clube Farroupilha
João Ricardo Nascimento dos Santos - EN Taquarembó
João Vitor dos Santos Dias - DTG Sentinelas da Tradição

CATEGORIA PRENDA JUVENIL:
Alecsandra Alves de Lima - CTG Porteira Aberta
Cathiulli Zaiondez Reis - DTG Sentinelas da Tradição
Gabrielli da Rosa Costa - CCN Piazito Carreteiro
Heloisa Gomes dos Santos - CTG Mangueira de Pedra
Jaiana Ávila de Castro - CTG Clube Farroupilha
Kerolin Keller Kirst - CTG Querência da Serra
Larisa da Silveira Vianna Pereira - CTG Tapera Velha
Rafaela Briato da Silva - CTG Tropeiro Velho
Valentine Garbinatto - CTG Pealo da Amizade

CATEGORIA GURI:
Felipe Antonio Moreira Hammerschmitt - CCN Piazito Carreteiro
John Alan Gehrke - CTG Tropeiro Velho
Luiz Fernando da Silva França - CTG Mangueira de Pedra
Mateus Stella Zamberlan - CTG Pealo da Amizade
Orozimbo Pereira Andreatta Junior - CTG Clube Farroupilha

CATEGORIA PRENDA ADULTA:
Andrieli Della Méa Moro - CTG Júlio de Castilhos
Jamile Kauane Zawaski da Silva - CTG Clube Farroupilha

CATEGORIA PEÃO:
Diogo Izequiel Rudell - CTG Rancho dos Tropeiros
Vinicius Acosta Trindade - CTG Clube Farroupilha

terça-feira, 25 de abril de 2017

Final de Semana voltado ao Tradicionalismo na 9ª RT!

 O final de semana iniciou com as suas atividades no sábado, dia 22 de abril, onde a Coordenadoria da Nona Região Tradicionalista realizou o 2º Encontro de Patrões no CTG Tauras de 35´ na cidade de Joia. Entre os diversos assuntos abordados, houve uma belíssima fala do senhor José Aldomar de Castro, Conselheiro Benemérito do MTG, com seus “2 dedos de prosa” onde repassou aos presentes no encontro orientações jurídicas em relação a patronagem e documentações (atas, livros e contratos musicais). Após a Coordenação Cultural e Coordenadoria homenagearam o Peão Eloir, o Guri Lucas e o Piá Tobias, pela grandeza em que representaram a 9ª RT no 29º Entrevero Cultural de Peões do Rio Grande do Sul, parabenizando-os e incentivando-os para a continuidade destes nos entreveros e enfatizando a importância de se realizar os concursos internos, tendo assim uma invernada cultural participativa dentro da entidade e região. Também homenageou-se os participantes da 29ª Festa Campeira do Rio Grande do Sul, Prendas e Peões que representaram de forma brilhante as diversas modalidades do Esporte Campeiro. Ainda, realizou-se uma integração entre as entidades presentes no Encontro, regado de um maravilhoso jantar e boas músicas gaúchas.
 
Já no domingo, 23, o CTG Clube Farroupilha de Ijuí promoveu o seu 1º EnCAF – Encontro de Chula e Arte Farroupilha, reunindo diversas entidades do estado para um encontro da valorização da cultura e arte do povo gaúcho. Neste encontro participaram 25 invernadas artísticas nas categorias pré-mirim, mirim e juvenil e mais de 30 chuleadores nas categorias mirim, juvenil e adulto, vindo das mais diversas RTs. Momentos de reencontros, amizades e muita cultura retratam o Concurso Artístico realizado, com o objetivo de unir as mais diversas entidades, buscando a harmonia e união entre os artistas que cultuam as nossas tradições. Parabenizamos aos vencedores do concurso nas Danças Tradicionais e Chula e principalmente a todos aqueles que mostraram a sua arte nos tablados do CTG Clube Farroupilha, uma das entidades mais antiga do RS.

E também no domingo, o Departamento Jovem do CTG Tropeiro Velho de Panambi, realizou a 1ª Mateada Solidária da Paz em comemoração ao Dia do Chimarrão e do Churrasco (24 de abril). A programação contou com diversas apresentações artísticas de declamação, canto, chula, uma palestra sobre a Erva Mate pela Dr. Valesca Hettwer Especialista em Erva Mate, além do espaço aberto a comunidade panambiense para tertúlia livre. A Mateada Solidária da Paz teve como objetivo divulgar e cultivar a cultura rio-grandense, promovendo um ambiente familiar para integração entre gerações e com a solidariedade do povo gaúcho, realizado a arrecadação de doações de agasalhos.

“De lança em punho, em defesa do Rio Grande”

9ª Região Tradicionalista - Departamento de Comunicação

segunda-feira, 20 de março de 2017

A 9ª Região Tradicionalista parabeniza toda a delegação que representou a Região na 29ª FECARS, realizado nos dias 16 a 19 de março de 2017, no município de Rolante/RS, no Parque Municipal Vitor Mateus Teixeira.

Crianças, jovens e adultos, nas mais diversas modalidades de provas representaram a 9ª RT, onde demonstraram as mais belas atividades campeiras, com chuva e sol, fazendo realmente um resgate da cultura do nosso estado.

 Nosso muito obrigado a todos os participantes que estiveram presentes nesta baita festa campeira realizada em Rolante.

   
Parabenizamos os campeões, vencedores com muito mérito, nas modalidades:

Laço Patrão     
1º Lugar: Aldo Silveira Brum – GN Pedro Quebra – Tupanciretã – 9ª RT 

Laço Braço De Diamante
1º Lugar: Angelito Custódio Hernandez – CTG Tapera Velha – Tupanciretã – 9ª RT

Rédeas Prenda
3º Lugar: Julia Winckel Ávila – CTG Tropeiro Velho – Panambi – 9ª RT

Nosso agradecimento também aos apoiadores voluntariamente ajudaram para engrandecimento do evento, familiares, amigos e os nossos cozinheiros. Todos sem exceção, fica aqui nosso agradecimento, onde estiveram juntos para que a nossa Nona Região fosse muito bem representada, independente das premiações!






















quarta-feira, 15 de março de 2017

FECARS 2017 - CLASSIFICADOS

9ª RT representada na FESTA CAMPEIRA DO RS (FECARS) 2017

Acesse aqui para conferir o Resultado 29º FECARS 2017


Confira os classificados da 9ª RT!!!


LAÇO VETERANO (de 60 a 69 anos)

Titular
SERAFIM TADEU FLORES DA SILVEIRA
 EN. Taquarembó            Tupanciretã

Suplente
SERGIO BRUM LEÃES
CTG Pedro Porto             Jari        
               
LAÇO VAQUEANO (de 70 anos ou mais)

Titular
ASSIS BRASIL NETO PORTELLA  
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos            

Suplente
OSVALDIR DA SILVA MACHADO              
CTG Tropeiro Velho       Panambi             

LAÇO PATRÃO (18 anos ou mais)

Titular
ALDO SILVEIRA BRUM  
GN Pedro Quebra           Tupanciretã      

Suplente
ANDRÉ SILVEIRA PAULA             
CTG Pedro Porto             Jari        
               
LAÇO CAPATAZ (18 anos ou mais)

Titular  
FABIO FREITAS GALVÃO             
CTG Tapera Velha           Tupanciretã
               
Suplente            
RUBIANO SILVA DA SILVA          
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos            
               
LAÇO COORDENADOR (A) (18 anos ou mais)     

Titular
JORGE LUIS KERSTING MALHEIROS       
CTG Tropeiro Velho       Panambi             
               
LAÇO DIRETOR CAMPEIRO DE RT (18 anos ou mais)

Titular
WALDOIR PEIXOTO DE MORAES
EN Taquarembó              Tupanciretã
               
LAÇO BRAÇO DIAMANTE (todos os que detenham título braço de ouro – idade indeterminada)

Titular
ANGELITO CUSTÓDIO DA SILVA HERNANDEZ
CTG Tapera Velha           Tupanciretã

               
LAÇO PAI E FILHO (idade indeterminada)
               
Pai Titular
PAULO AFONSO RIBAS DOS REIS            
PL Presilha Cruzaltense                 Cruz Alta
Filho Titular
PAULO AFONDO RIBAS DOS REIS FILHO              
PL Presilha Cruzaltense                 Cruz Alta

Pai Suplente
LUCIO DA COSTA KELLERMANN              
CTG Estância do Umbu                 Fortaleza dos Valos
Filho Suplente 
LUCAS BIRGEIER KELLERMANN
CTG Estância do Umbu                 Fortaleza dos Valos
               
LAÇO DUPLA DE IRMÃOS (idade indeterminada)            

Irmão Titular     
JOCEMAR AZAMBUJA ALF         
CTG Estância do Umbu                 Fortaleza dos Valos
Irmão Titular     
RONILDO AZAMBUJA ALF          
CTG Estância do Umbu                 Fortaleza dos Valos
               
Irmão Suplente               
LEOMAR DE AZAMBUJA ALF     
CTG Estância do Umbu                 Fortaleza dos Valos
Irmão Suplente               
JOCEMAR AZAMBUJA ALF         
CTG Estância do Umbu                 Fortaleza dos Valos
               
LAÇO DUPLA PIÁ/MENINA (até 11 anos)            

Titular
LUCAS BIRGEIER KELLERMANN
CTG Estância do Umbu                 Fortaleza dos Valos

Titular  
LEONARDO SOARES      
PL Andarilhos do Pampa              Fortaleza dos Valos
               
Suplente            
GABRIEL MELO DIAS       
CTG Júlio de Castilhos                   Júlio de Castilhos
LAÇO DUPLA GURI/GURIA (de 12 a 14 anos)     

Titular
MAURICIO LOPES RIBEIRO         
GN São Miguel                 Tupanciretã

Titular  
KASSIO TRINDADE DA ROSA     
CTG Júlio de Castilhos                   Júlio de Castilhos
               
Suplente            
JOÃO VICTOR LEMOS GALVÃO
CTG Tapera Velha           Tupanciretã

Suplente
PEDRO SCAPIN SEGATTO           
PL Andarilhos do Pampa              Fortaleza dos Valos
               
LAÇO EQUIPE PEÃO/PRENDA (indeterminada)

Titulares             
LUCIO DA COSTA KELLERMANN
CTG Estância do Umbu                 Fortaleza dos Valos

ADROALDO DA SILVA BOENO   
PL Presilha Cruzaltense                 Cruz Alta

FABIO FREITAS GALVÃO             
CTG Tapera Velha           Tupanciretã

RAFAEL DE MOURA MALHEIROS
CTG Tapera Velha           Tupanciretã

LEOMAR DE AZAMBUJA ALF     
CTG Estância do Umbu Fortaleza dos Valos

VINICIUS TOMÉ DE LIMA
CTG Pedro Porto             Jari

 LUIS FELIPE MELO DIAS              
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos

RODRIGO MARIO DA ROSA       
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos

MATIAS HENRIQUE LOCATELLI LUFT     
CTG Presilha Gaúcha     Fortaleza dos Valos

ANGELITO CUSTÓDIO DA SILVA HERNANDEZ   
CTG Tapera Velha           Tupanciretã
               
Suplentes          
GEREMIAS CARDOSO   
CTG Presilha Gaúcha     Fortaleza dos Valos

WALDOIR PEIXOTO DE MORAES             
EN Taquarembó              Tupanciretã

ALDO SILVEIRA BRUM  
GN Pedro Quebra           Tupanciretã

PAULO AFONDO RIBAS DOS REIS FILHO              
PL Presilha Cruzaltense Cruz Alta

JULIA WINCKEL AVILA  
CTG Tropeiro Velho       Panambi
               
LAÇO DUPLA PRENDA (indeterminada)               

Titular  
JULIA WINCKEL AVILA  
CTG Tropeiro Velho       Panambi

Titular                  
PATRICIA GONÇALVES QUEVEDO DA SILVEIRA
EN Taquerembó              Tupanciretã
               
Suplente            
BRUNA MARIO DA ROSA            
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos

Suplente            
EDUARDA DA SILVA LIMA
CTG Galpão de Estância               Tupanciretã
               
LAÇO GERAÇÃO (indeterminada)           

Titulares             
ADÃO DE MORAES KELLERMANN           
CTG Estância do Umbu Fortaleza dos Valos

LUCIO DA COSTA KELLERMANN              
CTG Estância do Umbu Fortaleza dos Valos

LUCAS BIRGEIER KELLERMANN
CTG Estância do Umbu Fortaleza dos Valos
               
Suplentes          
ERNESTO CARVALHO    
CTG Nova Querência     Panambi

JONATAN SARTORI CARVALHO
CTG Nova Querência     Panambi

FELIPE CAVINATO CARVALHO  
CTG Nova Querência     Panambi
               
VACA PARADA PIAZINHO (de 0 a 6 anos)           

Titular
JOÃO GABRIEL QUEVEDO SILVEIRA       
EN Taquarembó              Tupanciretã
               
VACA PARADA PIAZITO (de 7 a 10 anos)
               
Titular  
PEDRO HENRIQUE DA ROSA RIGUER     
PL Presilha Cruzaltense Cruz Alta
               
Titular
FELIPE CAVINATO CARVALHO  
CTG Nova Querência     Panambi
               
Titular
LUCAS BIRGEIER KELLERMANN
CTG Estância do Umbu Fortaleza dos Valos
               
Titular
LEONARDO SOARES      
PL Andarilhos do Pampa              Fortaleza dos Valos
               
VACA PARADA BONEQUINHA (de 0 a 6 anos)  

Titular
JOANA HAGEMANN DE CAMPOS           
CTG Estância do Umbu Fortaleza dos Valos
               
Titular  
MARIANA BARCELOS GODINHO             
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos
               
VACA PARADA PRENDINHA (de 7 a 10 anos)    

Titular
RAFAELLA QUEVEDO DA SILVEIRA         
EN Taquarembó              Tupanciretã
               
Titular
EMILLY NUNES DE SOUZA KAISER          
PL Theodorico de Andrade         Tupanciretã
               
Titular
RAFAELA PERINI AGERTTE         
CTG Querência Xucra    Ijuí
               
RÉDEA PIÁ (de 08 a 11 anos)     

Titular
GUSTAVO MARTINS PORTELLA
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos
               
RÉDEA GURI (de 12 a 14 anos)  

Titular
HENRIQUE MARTINS PORTELLA              
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos
               
Suplente            
JOÃO PAULO PACHECO              
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos
               
RÉDEA PEÃO (de 15 a 59 anos) 

Titular  
VALTER ELESANDRO SILVEIRA SOUZA  
EN Taquarembó              Tupanciretã
               
Suplente            
ROBERTO FUMAGALLI PORTELLA           
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos
               
RÉDEA VETERANO (60 anos ou mais)    
               
Titular  
JUAREZ DA SILVA PORTELLA     
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos
               
Suplente            
FRANCISCO FILISBINO GARCIA PORTELLA          
CTG Júlio de Castilho     Júlio de Castilho
               
RÉDEA MENINA (até 11 anos)  
               
Titular  
GABRIELA MARQUES BRENNER              
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos
               
RÉDEA GURIA (de 12 a 14 anos)              
               
Titular  
ALESSANDRA GOMES BRUM    
GN Pedro Quebra           Tupanciretã
               
Suplente            
GABRIELA MARQUES BRENNER              
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos
               
RÉDEA PRENDA (15 anos ou mais)          
               
Titular  
JULIA WINCKEL AVILA  
CTG Tropeiro Velho       Panambi
               
Suplente            
PATRICIA GONÇALVES QUEVEDO DA SILVEIRA
EN Taquerembó              Tupanciretã
               
CHASQUE (indeterminada)       
               
Titulares             
FABIO FREITAS GALVÃO             
CTG Tapera Velha           Tupanciretã

ANGELITO CUSTÓDIO DA SILVA HERNANDEZ
CTG Tapera Velha           Tupanciretã

LUIS FELIPE MELO DIAS
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos

RAFAEL DE MOURA MALHEIROS             
CTG Tapera Velha           Tupanciretã

VINICIUS TOMÉ DE LIMA            
CTG Pedro Porto             Jari
               
Suplentes          
MATIAS HENRIQUE LOCATELLI LUFT     
CTG Presilha Gaúcha     Fortaleza dos Valos

RODRIGO MARIO DA ROSA       
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos

LEOMAR DE AZAMBUJA ALF     
CTG Estância do Umbu Fortaleza dos Valos
                               
GINETEADA (18 anos ou mais) 
               
Titular  
ROGEL MACHADO PEZZININI   
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos
               
Suplente            
GUSTAVO HENRIQUE MELO FAGUNDES             
CTG Júlio de Castilhos   Júlio de Castilhos
               
               
LAÇO CONSELHEIRO     

Titular
CARLOS EDUARDO DA SILVA    
CTG Querência da Serra               Cruz Alta